Últimas

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Informações policiais de Pojuca


Este é um momento de profunda consternação. Estive em Alagoinhas para o velório do Sd PM Santos Costa (CIPE-Litoral Norte), que foi vítima de criminosos ontem ànoite, em Caldas do Jorro. Fui levar uma palavra de conforto aos familiares e amigos, e orar pela alma do nosso herói.
Apesar da dor e do luto, não vamos baixar a cabeça. Na condição de Comandante Geral, já determinei que todas as medidas fossem adotadas para a responsabilização dos autores do crime.
Continuaremos seguindo pelo caminho do Bem, pois assim nos fortalecemos. Que Deus acalente o coração de todos que sentimos esse pesar.
Leia Mais...

PM realiza mais de 7 mil abordagens a veículos nas rodovias estaduais

Quinta-feira, 25 de Junho de 2015

PM realiza mais de 7 mil abordagens a veículos nas rodovias estaduais

Camaçari Notícias

A Operação São João 2015 nas rodovias estaduais, realizada pelo Batalhão de Polícia Rodoviária e Companhias Independentes de Polícia Rodoviária da PMBA, abordou 7.641 veículos nos seis dias de operação, que teve início na última sexta-feira (19) e seguiu até a manhã de hoje (25).


Dos veículos abordados, 1.948 foram autuados e 67 retidos, além do recolhimento de 21 Carteiras Nacional de Habilitação (CNHs) e 78 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). Comparando ao mesmo período no passado, houve aumento no número de abordagens a veículos de 134,74% e na extração de autos de 158,35%, aumentando a produtividade em relação aos anos anteriores. 


Nas abordagens a 11.371 pessoas, uma delas foi encaminhada à delegacia por dirigir sob o efeito de bebida alcoólica, após exame comprobatório. O infrator transitava na BA-409, no trecho entre as cidades de Serrinha e Conceição do Coité. 


Ao todo, foram registrados 75 acidentes, sendo que destes 38 envolveram vítimas. Das 56 vítimas de acidentes, 35 tiveram ferimentos leves, dez tiveram ferimentos graves e 11 foram fatais.
Leia Mais...

Policiais cumprem dois mandados de prisão em Santa Maria da Boa Vista, no Sertão

Policiais cumprem dois mandados de prisão em Santa Maria da Boa Vista, no Sertão

Durante a realização em uma Operação Conjunta envolvendo as equipes da Malhas da Lei e NIS-04 da7ª CIPM e NIS-02 do 14º BPM, além da Polícia Militar do Ceará, a GT de Fiscalização do CECOP juntamente com o GATI, Polígono de Caraíbas e ROCAM da 7ª CIPM, prenderam o elemento: ROGÉRIO BRASILIANO DA SILVA, de 32 anos, o qual tem em seu desfavor um Mandado de Prisão (nº 5710-89.2011.8.26.0236.0001), expedido pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, pela prática de homicídio simples, além de outro Mandado de Prisão Temporário (nº 2015.0305.003656), expedido pela comarca de São José do Belmonte, no Sertão de Pernambuco, onde é acusado de roubo.

No mesmo local, no Largo do CEASA na Orla Fluvial de Santa Maria da Boa Vista-PE, foi preso o indivíduo: ADAILTON PAULINO DA SILVA, de 32 anos, que tem em seu desfavor um Mandado de Prisão Temporário (nº 2015.0305.003657), expedido também pela comarca de São José do Belmonte, no Sertão de Pernambuco, pela prática de roubo.

Os dois imputados foram entregues à equipe do NIS-02 do 14º BPM, que conduziram os mesmos até a cidade de São José do Belmonte onde foram apresentados na Delegacia de Polícia Civil de Serra Talhada e posteriormente encaminhados para a Cadeia Pública local onde ficaram à disposição da justiça local.
Leia Mais...

Policia Civil de Petrolândia prende dois traficantes, apreende 300 kg de maconha e uma pistola 380

QUARTA-FEIRA, 24 DE JUNHO DE 2015

Policia Civil de Petrolândia prende dois traficantes, apreende 300 kg de maconha e uma pistola 380

Na madrugada desta quarta-feira, dia (24), Policiais Civis sob o comando do Delegado Dr. Roberto Fonseca realizaram um bloqueio na BR-316, próximo aos Mandantes, zona rural do município de Petrolândia, no Sertão de Pernambuco. Onde prenderam dois elementos de nomes: Welington Rodrigo da Silva e Bruno Rigley Alves Itacarambi. 
Segundo o nosso parceiro Jair Ferraz, os mesmos estavam dirigindo duas carretas pela rodovia transportando 300 (trezentos quilos de maconha), e que segundo informações, a droga tinha origem no estado do Maranhão e estava indo para a cidade de Caruaru no agreste do estado de Pernambuco. 

Com os dois elementos foram apreendidos R$ 2.700,00 (dois mil e setecentos reais) em espécie, 01 (uma) pistola calibre 380, um carregador com 10 (dez) munições do mesmo Cal.


A carreta de cor vermelha tem a placa ACV-0113, e a de cor branca tem a placa KCF-5306, ambas da cidade de Goiânia, capital do estado de Goiás.
 

Um dos motoristas levava consigo, nada mais e nada menos do que 04 (quatro) Carteira Nacional de Habilitação todas falsas, e cada uma com um nome diferente.
 Os elementos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Petrolândia onde se encontram no momento sendo ouvidos pelo Delegado Dr. Roberto Fonseca. (Com informações do nosso parceiro Jair Ferraz)
Leia Mais...

CIOSAC prende três elementos com 14 bananas de dinamite e droga em Petrolina, no Sertão de PE

QUINTA-FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2015

CIOSAC prende três elementos com 14 bananas de dinamite e droga em Petrolina, no Sertão de PE

Policiais Militares da equipe (CIOSAC) prendeu após denuncias, nesta última terça-feira (23) em uma residência do bairro João de Deus em Petrolina-PE, dois homens e uma mulher.Eduardo Pereira de Souza, de 25 anos, Cicero Elton de Oliveira, de 29 anos e Maria do Carmo Santos da Silva, de 49 anos. Com Eduardo foi encontrado 2 gramas de maconha e 40 gramas de cocaína. Com Cicero Elton de Oliveira e Maria do Carmo foram encontrados na residencia deles 14 bananas de dinamite, nove cordões detonantes, 50 cartuchos de calibre 9 milímetros, 18 cartuchos de calibre 50 milímetros, seis tubos de cloridrato de lidocaína, para produção de cocaína, uma máscara de gás com filtro, R$ 624 reais em especie.
Cicero informou aos policiais que o material encontrado em sua casa, seria usado para roubar bancos no estado da Bahia. Os três elementos e todo o material apreendido  foram encaminhados para a Policia Federal em Juazeiro.
Leia Mais...

Um dos suspeitos de matar policial militar em Caldas do Jorro é preso

Um dos suspeitos de matar policial militar em Caldas do Jorro é preso

Soldado estava de férias, na casa de parentes, quando foi atacado.
Suspeito foi preso no Hospital Clériston Andrade, em Feira de Santana.

Um dos suspeitos de matar o policial militar José Robson dos Santos Costa, dentro de uma casa em Caldas do Jorro, distrito do município de Tucano, a cerca de 250 quilômetros de Salvador, na noite da última quarta-feira (14), foi preso na tarde desta quinta (25), no Hospital Clériston Andrade, em Feira de Santana.
Segundo informações da delegada Dorean dos Reis Soares, a polícia tinha a informação de que o PM conseguiu efetuar um disparo contra a dupla que o atacou, e que ele poderia ter acertado um dos dois. "Com isso, os hospitais estavam sendo monitorados. Quando chegou a informação de que uma vítima de tiro deu entrada no Clériston, uma equipe foi até o local e tirou uma foto do rapaz baleado. Uma testemunha do crime o reconheceu e ele foi preso", conta a delegada.
Ainda segundo a delegada, o outro suspeito já foi identificado e está sendo procurado pela polícia.
Crime
O soldado José Robson dos Santos Costa, de 41 anos, estava de férias com a família em uma residência de parentes, quando foi atingido pelo disparo no peito. Ele chegou a ser socorrido para o Hospital Municipal Mariana Penedo, mas não resistiu aos ferimentos. As outras pessoas que estavam na casa não ficaram feridas.
Segundo informações do 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Tucano, o PM era lotado na Companhia de Ações Especiais do Litoral Norte da cidade de Esplanada (CIPE- Litoral Norte). O crime ocorreu por volta das 20h de quarta-feira, na rua do Zumiro.
Através de nota, a Polícia Militar informou que, segundo informações das pessoas que estavam na residência, dois homens invadiram a casa armados e obrigaram que todos deitassem ao chão. Ainda segundo a nota, informações dão conta que os elementos perguntaram pelo policial e logo em seguida efetuaram um tiro contra ele. De acordo a polícia, testemunhas informaram que os suspeitos estavam com duas armas.
Ainda segundo a nota da PM, após o crime, as testemunhas foram encaminhadas para a Delegacia Territorial da cidade. José Robson fazia parte da corporação há 18 anos. O corpo dele foi levado para o Instituto Médico Legal de Euclides da Cunha.
Leia Mais...

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Polícias Civil E Militar Realizam Operação Triatox Em Parintins

Polícias Civil E Militar Realizam Operação Triatox Em Parintins

Operação Triatox (2)As polícias Civil e Militar de Parintins, com o apoio do Departamento de Polícia do Interior(DPI) e Delegacia Fluvial (Deflu), realizaram na manhã do último sábado,(20), a Operação Triatox.
Foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão, em locais identificados pelos policiais como “bocas de fumo” em Parintins.
Nos endereços abordados, várias pessoas foram presas em flagrante delito, além da apreensão de drogas e arma de fogo.
Ao todo, foram detidas 11 pessoas, sendo 6 em flagrante. Dos 30 mandados expedidos, 28 foram cumpridos.
Leia Mais...

Ação conjunta entre policias deflagram operação contra narcotráfico

Ação conjunta entre policias deflagram operação contra narcotráfico

Segunda-Feira, 22 de Junho de 2015 / 07:58 - Atualizado em Segunda-Feira, 22 de Junho de 15 / 8:39
Na manhã de domingo (21/06) uma ação integrada entre as Polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal de Ji-Paraná/RO resultou na desarticulação de uma das maiores organizações criminosas especializada em narcotráfico daquela região.
As investigações da operação “Ostentação” iniciou há seis meses e neste ínterim foram realizadas 16 prisões em flagrante delito com apreensão de 12 quilos de cocaína em Ariquemes/RO, 753 quilos de maconha em Comodoro/MT, dentre outras que totalizaram 27 quilos de cocaína e 765 quilos de maconha.
Foram realizadas ao total 50 prisões no decorrer da operação, sendo 47 temporárias e 3 (três) preventivas, além de 33 mandados de buscas deferidos pelo Judiciário e cumpridos pela polícia.
Também foram apreendidos 34 veículos, sendo 15 carros e 19 motocicletas, 3 (três) armas de fogo e 02 (duas) prensas para refinar droga. Estas prensas foram localizadas neste domingo (21) num depósito de cocaína, pertencente à organização criminosa. No local também foram apreendidos 15 quilos de pasta base de cocaína.
Ainda, na manhã daquele domingo (21), foram apreendidos 8 (oito) quilos de maconha, que estavam enterrados na casa de um dos membros da organização, além de dois de seus supostos líderes.
Através das investigações constatou-se que a organização criminosa comprava a droga no Paraguai por R$ 100,00 o quilo e a vendia, em Ji-Paraná e regiões, por R$ 1.200,00 o quilo. Era uma espécie de consórcio.
Vale ressaltar que no decorrer da operação foram evitados roubos e esclarecidos homicídios. Outras prisões poderão ocorrer como resultado da ação deste domingo.
Por ser uma operação de grande vulto houve necessidade de um grande apoio logístico das forças policiais, da Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania, bem como do Poder Judiciário e Ministério Público.
A ação foi coordenada pelo Departamento de Polícia do Interior (DPI), na pessoa de seu Diretor Eliseu Muller, em parceria com a Regional de Ji-Paraná e demais membros já citados.
Participaram da ação, aproximadamente, 250 policiais com mais de 50 viaturas e helicópteros. Essa grande ação demonstra à sociedade rondoniense que as Instituições estão fortes e unidas no combate à criminalidade, independente de quem esteja envolvido.
 

Confira as fotos

Leia Mais...

Polícia Civil incinera mais de 36 toneladas de drogas em Campo Grande

Polícia Civil incinera mais de 36 toneladas de drogas em Campo Grande

Segundo divulgou a assessoria do governo, grande parte dos entorpecentes destruídos, 36,7 toneladas referem-se a maconha e 47,6 quilos de substâncias como cocaína e crack

Alberto Gonçalves

Divulgação/Secom MS
Incineração de drogas da policia civil
Polícia Civil incinera mais 36 toneladas de drogas
A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul incinerou em Campo Grande na manhã desta terça-feira (23), 36,8 toneladas de drogas apreendidas pelas polícias em Mato Grosso do Sul, no primeiro semestre deste ano.

Segundo divulgou a assessoria do governo, grande parte dos entorpecentes destruídos, 36,7 toneladas referem-se a maconha e 47,6 quilos de substâncias como cocaína e crack, por exemplo, que representam parte das mais de 120 toneladas já apreendidas este ano em MS, pelas Polícias Civil, Militar, Rodoviária e Departamento de Operações de Fronteira (DOF).

“Chegamos a situação limite no combate ao tráfico de drogas, com as propostas de legalização da maconha e com a não punição dos usuários, que fizeram explodir os índices de apreensões no Estado”, disse durante o ato o delegado Rodrigo Guiraldelli Yassaka, titular da Denar.

Dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) apontam que em comparação com o primeiro semestre de 2014, este ano apresentou um crescimento de quase 40% nas apreensões de drogas. Para o Delegado-Geral da Polícia Civil, Roberval Maurício Cardoso Rodrigues, o aumento é resultado da integração entre as forças policiais e também da valorização dos policiais. “As polícias estão mais integradas e os nossos efetivos mais motivados, o que reflete em mais apreensões, mais prisões e consequentemente mais segurança para a sociedade”, destaca.
Divulgação/Secom MS
Incineração de drogas da policia civil
Polícia Civil incinera mais de 36 toneladas de drogas
Já o superintendente de Segurança Pública da Sejusp, delegado Antônio Carlos Videira, que representou o secretário de Justiça e Segurança Pública, Sílvio Maluf, atribuiu o crescimento das apreensões de drogas em Mato Grosso do Sul aos investimentos realizados pelo Governo do Estado na faixa de fronteira, especialmente em efetivo. “Esse aumento traduz a eficiência dos nossos organismos de segurança, em respostas aos investimentos que tivemos com a contratação de mais policiais e aquisição de equipamentos para as polícias de fronteira”, frisa Videira.

Dados do Ministério da Justiça mostram que dos estados brasileiros, Mato Grosso do Sul é recordista de apreensões, com 230 toneladas tiradas de circulação em 2014, volume jamais apreendido pelas forças estaduais. E a expectativa é que este número seja superado este ano, já que houve crescimento significativo nas apreensões. “Não estamos inventando a roda, apenas trabalhando muito e trabalhando integrados, o que faz com que o nosso Estado e as nossas polícias sejam diferenciadas”, finalizou o Comandante-Geral da Polícia Militar, coronel Deusdete Souza Oliveira Filho.

A incineração teve a presença do presidente do Conselho Estadual Antidrogas de Mato Grosso do Sul (CEAD/MS), promotor Sérgio Harfouche, de representantes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, do Ministério Público, da Coordenadoria Geral de Perícias e da Vigilância Sanitária do Estado.
Leia Mais...

Polícias Civil e Militar realizam operação contra roubo em Macaé, RJ

Polícias Civil e Militar realizam operação contra roubo em Macaé, RJ

Objetivo é cumprir 58 mandados de prisão.
Delegacias de cidades vizinhas reforçam o efetivo.


Operação Presença em Macaé (Foto: Juliana Martarello/Inter Tv)Setenta policiais participam da operação (Foto: Cadu Alves/Inter Tv)
Policiais civis e militares atuam na "Operação Presença" realizada na manhã desta quinta-feira (18) em diversos bairros de Macaé, no interior do Rio, para cumprir 58 mandados de prisão referentes a crimes como roubo. Ao todo, foram acionados 70 policiais e 30 viaturas da 123ª DP e de delegacias de cidades vizinhas.
Comandam a operação o delegado titular da 123ªDP, Filipi Poeys, e o delegado adjunto, Carmelo Santalucia. Os bairros por onde os policiais vão percorrer não foram informados para não comprometer as ações.
"O objetivo é manter os bons resultados obtidos em conjunto com a Polícia Militar na redução dos índices de criminalidade", comentou Carmelo Santalucia.
 
Leia Mais...

Polícias, seguranças e um fadista com "canudos" anulados

Polícias, seguranças e um fadista com "canudos" anulados


Foi o caso da licenciatura de Miguel Relvas que levou à inspeção da Lusófona
Foi o caso da licenciatura de Miguel Relvas que levou à inspeção da LusófonaFotografia © Pedro Rocha/Global Imagens
Excesso de equivalências levou à revisão de 152 diplomas. Nuno da Câmara Pereira está indignado.
Quando Luís Lemos apresentou a sua candidatura à Licenciatura em Engenharia do Ambiente, dificilmente imaginou que o "canudo", afinal, poderia não valer nada. Não por culpa sua, mas sim porque a Universidade Lusófona criou um regime específico para os detentores dos antigos diplomas de "regentes agrícolas", o qual, afinal, não serve como licenciatura. Na mesma situação que aquele quadro da Autoridade Nacional de Proteção Civil estão 151 pessoas, que foram chamadas à universidade para rever as respetivas situações académicas. "Não somos todos relvices", comentou ao DN o fadista Nuno da Câmara Pereira, um dos envolvidos.
O fadista e Luís Lemos são dois dos nomes que constam de uma extensa lista de ex-alunos da Lusófona que terão de regressar aos bancos da universidade depois do chamado "caso Miguel Relvas", que envolveu suspeitas sobre a concessão da licenciatura em Ciência Política e Relações Internacional ao ex-ministro de Passos Coelho. A Inspeção Geral de Educação e Ciência (IGEC) realizou uma auditoria ao regime de equivalências da Lusófona, encontrando várias irregularidades, as quais, segundo o processo disponibilizado esta semana para consulta dos jornalistas pelo Ministério da Educação e Ciência (MEC), acabam por ser mais imputadas à instituição do que aos alunos.
"Foi depois de um conjunto de reuniões com o antigo ministro Mariano Gago que foi aberta a porta para as pessoas com o antigo curso de regente agrícola conseguirem prosseguir os estudos", recordou, ontem ao DN, Nuno da Câmara Pereira. Depois da autorização ministerial, a Lusófona aceitou receber os bacharéis. Porém, como refere um relatório da IGEC, de 12 de setembro de 2014, em vez de os integrar na licenciatura em Engenharia do Ambiente, como então chegou a ser proposto pelo reitor, foi criado o "Curso de Especialização em Ciências do Ambiente para Regentes Agrícolas".
Curso este que permitiu aos alunos obter 180 créditos, o suficiente para, de acordo com os parâmetros da Lusófona, concluir o grau de licenciado. "Eu tenho dois diplomas: um de licenciado em engenharia do Ambiente e uma pós graduação em Ciências do Ambiente", disse Câmara Pereira ao DN. "As pessoas que frequentaram o curso fizeram-no de boa fé, estudaram e passaram. Eu até tive que repetir cadeiras."
Além disso, no regime de equivalência profissional que dava no máximo 27 créditos não é especificado que cadeiras têm esta equivalência. Mas a creditação profissional implicava que "as competências e experiências profissionais declaradas correspondessem a objetivos e conteúdos do leque de unidades curriculares optativas previsto no plano do curso". O que leva a IGEC a perguntar: "Mas quais eram essas de entre 172 oferecidas?"
Leia Mais...

INTERPOL e IAATI defendem trabalho conjunto entre polícias, mercado segurador e indústria no combate ao roubo e furto de veículos

INTERPOL e IAATI defendem trabalho conjunto entre polícias, mercado segurador e indústria no combate ao roubo e furto de veículos
Em evento organizado pelo Grupo Tracker, na quinta-feira (18), em São Paulo, integrantes da INTERPOL e da Associação Internacional de Investigadores de Roubo de Automóveis (IAATI) defenderam a cooperação mútua entre empresas de tecnologia, polícias  ...
Siga as #pautas no Facebook e Twitter         www.pautas.incorporativa.com.br
Em evento organizado pelo Grupo Tracker, na quinta-feira (18), em São Paulo, integrantes da INTERPOL e da Associação Internacional de Investigadores de Roubo de Automóveis (IAATI) defenderam a cooperação mútua entre empresas de tecnologia, polícias e mercado segurador, para o combate ao roubo e furto de veículos na América Latina.
Maior empresa de rastreamento e localização de veículos do país, o Grupo Tracker é a única companhia brasileira do segmento a fazer parte da IAATI, que tem mais de 3850 membros de 68 países e há 63 anos se dedica a desenvolver e incentivar os mais elevados padrões profissionais de conduta na investigação de roubo de automotores.
No início do encontro, o investigador sênior do Estado de Nova York, John V. Abounader, que é líder e perito em operações contra o roubo de veículos no nordeste dos EUA, ressaltou que a IAATI precisa do apoio e cooperação de toda a cadeia. “Networking é o ponto principal do trabalho. Sem fronteiras e sem inimigos no combate ao crime”.
O Oficial da INTERPOL na América do Sul e Comissário da Polícia Federal Argentina, Domingos Andres Toledo, considerado uma das principais referências no combate ao crime organizado na região das Américas, lembrou que os veículos são meios necessários para todo tipo de delito. “Bandidos necessitam de armas de fogo e de carro. Administrar os delitos é também combater o tráfico ilícito de veículos, por isso precisamos trabalhar intensamente nesta modalidade de crime e consequentemente estaremos combatendo crimes mais importantes e graves”, enfatizou.
Toledo apresentou dados da última operação conjunta realizada pela INTERPOL e IAATI em nove países da America do Sul, quando foram apreendidos 1.648 veículos (avaliados em mais de U$S 24 milhões de dólares), 329 pessoas presas e 308 armas apreendidas.
Daniel Oscar Beck, presidente da IAATI Capítulo Latino-americano e do Caribe, ressaltou que o principal objetivo da entidade é o intercâmbio de informações. “É um projeto multidisciplinar. A América tem uma situação muito complexa. O ideal é socializar a informação, a experiência que cada polícia tem. Do que vale a informação se não dividirmos com os demais?”.
Outra iniciativa importante da IAATI é a parceira com instituições de ensino para a formação dos profissionais. “Algumas universidades argentinas se especializaram em formar investigadores e oferecem cursos de capacitação e cursos de formação. Uma iniciativa de extrema importância para o sucesso dos trabalhos”, contou Beck.
Já os convidados Juan Facundo Flores, um dos mais respeitados e conhecidos profissionais de Direito da América Latina que atuam na investigação de veículos roubados, e Oscar Alberto Farinelli, comissário Geral da Polícia de Buenos Aires, deram um panorama das medidas de sucesso tomadas na Argentina para combater o roubo e furto de veículos pesados, geralmente cometidos por organizações grandes, com características de empresa e organograma definido.
O diretor Nacional de Operações do Grupo Tracker e vice-presidente da IAATI Capítulo Latino-americano e do Caribe, Carlos Alberto Betancur Ruiz, encerrou o evento reiterando a importância do trabalho conjunto entre polícias, mercado segurador e indústria. “Precisamos criar uma grande rede de contato e formar equipes multidisciplinares atuantes. Temos um grande compromisso com a sociedade”, concluiu.
O 1º Evento IAATI no Brasil contou com a participação de diferentes representantes das Secretarias de Segurança Pública, assim como os delegados chefes das especializadas em roubos e furtos de veículos de diferentes e Estados do Brasil (DIVECAR); do delegado supervisor do Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil do Estado de São Paulo (GOE), Dr. Guilherme Lazo Solano Filho; do Dr. Alexandre Henrique Augusto Dias, em representação à Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo; de autoridades policiais de diferentes especializadas nos crimes de Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul; e de representantes do mercado segurador brasileiro.

Sobre a Tracker
O Grupo Tracker pertence ao Tracker VSR Group, que está presente em 19 países, entre eles Colômbia, Venezuela, América Central, Alemanha e Espanha. Atualmente é a maior empresa de rastreamento do país, oferecendo produtos para os mercados Segurador, Transporte e Logística, Construção Civil e Agrícola, além de veículos de passeio.
Em 15 anos de atividade, o Grupo Tracker já recuperou mais de 34 mil veículos, evitando um prejuízo de cerca de R$ 3,1 bilhões. A tecnologia utilizada nos rastreadores da Tracker é a radiofrequência, considerada a melhor solução para roubo e furto e imune à ação de inibidores de sinais - jammers. Também oferece produtos baseados no GPS/GPRS indicados para monitoramento e gestão de frotas, todos certificados pela ANATEL, ANAC e CESVI. Para mais informações www.grupotracker.com.br ou também nas mídias sociais: https://twitter.com/GrupoTracker e https://www.facebook.com/grupotracker. 
Leia Mais...
Editado por - Grupo Bizolhudo